O culto do “Evangelho no Lar”

FINALIDADES

1) Estudar, cultivar e praticar o Evangelho de Jesus e, ao mesmo tempo, proteger os lares contra influências espirituais negativas.

2) Beneficiar pessoas necessitadas por meio de preces e vibrações espirituais.

ROTEIRO

1) Escolher dia e hora da semana em que se possa contar com a presença dos familiares, observando rigorosamente a pontualidade para assegurar a assistência dos benfeitores espirituais.

2) Iniciar as reuniões, com o número que for possível de pessoas presentes. (*)

3) Designar um dos presentes para dirigir a reunião, podendo ser feito um rodízio, caso desejarem.

4) Abrir a reunião com uma prece simples e espontânea, dirigida a Deus, que poderá ser proferida por qualquer participante.

5) Ler um pequeno trecho de O Evangelho Segundo o Espiritismo e, na falta deste, do próprio Novo Testamento.

6) Comentar o trecho lido, com palavras simples e compreensíveis, buscando sempre a aplicação dos ensinamentos de Jesus na conduta pessoal e na vida diária, podendo qualquer dos presentes participar dos comentários, com objetividade e clareza, evitando-se debates e discussões.

7) Realizar, em seguida, vibrações de fraternidade e de amor aos necessitados, na seguinte ordem:

· Pela paz na Terra e no coração dos homens;

· Pela difusão do Evangelho no mundo;

· Pelo auxílio a enfermos, encarcerados, descrentes e suicidas;

· Pela ajuda aos trabalhadores de Jesus, que se dedicam à prática do Bem e ao esclarecimento público das verdades espirituais;

· Pela fraternidade entre os homens, sem distinção de crenças ou condições sociais.

8) Prece de encerramento.

Observações

(*) Não é condição “sine qua non” (1) que os familiares participem. A espontaneidade deve predominar sempre, para não se produzir um ambiente com ânimos contrários. A ação de um único membro da família, fazendo o Culto do Evangelho no Lar beneficiará a todos.

1) Os lares cristãos são refúgios sagrados para os membros da comunidade, e o Culto do Evangelho no Lar é um recurso de extraordinária importância de que se utiliza o Plano Espiritual Superior para sustentar o trabalho de evangelização da humanidade e proteção da família.

2) Por sua importância realizadora, esse trabalho é especialmente visado pelos Espíritos inferiores, que sempre interferem para impedir sua expansão, sendo necessárias: perseverança e fé para sua continuidade e preservação.

3) Poderão ser feitas vibrações para os casos justos e graves que atinjam a sociedade, a nação e a humanidade, por exemplo, desastres, catástrofes, etc.

4) Não se deve permitir, em hipótese alguma, que a reunião se transforme em trabalho mediúnico ou de debates sobre assuntos doutrinários.

5) Evitar comentários e críticas ofensivas a pessoas ou religiões, bem como conversas pouco edificantes, antes, durante ou depois da reunião.

6) Reuniões dessa natureza não devem ultrapassar a trinta minutos, podendo ser utilizada música suave e adequada, para melhor realização da preparação e do encerramento.

(1) “sine qua non” = indispensável

(Recomendações elaboradas pela Secretaria da Aliança em Maio de 1977) Texto contido no livro Vivência do Espiritismo Religioso – 6ª Edição, Fev. / 2006)

2 comentários em “O culto do “Evangelho no Lar”

  1. POSSO DEIXAR UMA PERGUNTINHA, AO INVEZ DE UMA RESPOSTA?
    MORO SÓ COM MEU MARIDO. ELE TEM A SAÚDE FÍSICA E MENTAL BEM DANIFICADAS PELO ALCOOLISMO. SE NESCESSARIO, POSSO FAZER O CULTO DO EVANGELHO SOZINHA?
    SABE, TENHO O HÁBITO DE FAZER O CULTO TODOS OS DIAS DE MANHÃ, SINTO BEM FORTALECIDA O DIA TODO. ESTOU ERRADA? POIS SE FAÇO TODOS OS DIAS, EM ALGUM DIA COINCIDE DELE PARTICIPAR TAMBEM, E ELE GOSTA MUITO.
    GOSTARIA DE TER MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O QUE SERIA MAIS CORRETO PRA NÓS. NO CENTRO, O QUAL TRABALHO, TEM IDEIS DIFERENCIADAS ENTRE OS TRABALHADORES. POR FAVOR ME AJUDE.
    ABÇS FRATERNOS,
    BETE

  2. Oi, Calisbet !

    Não há problema algum e fazer o seu “Evangelho no Lar” sozinha na falta de alguém. Não se preocupe, você não está errada em fazer o seu culto diariamente, ao contrário, está certíssima.
    Certa vez, ouvi na casa espírita onde frequento que Emanuel havia dito que nós ( homens encarnados) deveríamos fazer o evangelho a cada hora todos os dias. Sempre! Bom, sabemos que por conta das nossas imperfeições , limitações , falta de entendimento e tantas outras coisas não o fazemos mas sempre que eu marido resolver participar o receba com muita alegria. Tenho certeza de que os amigos espirituais estarão auxiliando da melhor maneira.
    Quanto as divergências de pensamentos dos trabalhadores saiba que isto ocorre em todos os lugares, não é exclusividade da sua casa espírita. É importante que nos lembremos que a doutrina codificada por Allan Kardec é uma filosofia e como tal também nos dá a “liberdade” de interpretação (o que é muito importante) mas que também acaba por gerar essas “divergências” de opiniões.

    Siga o seu coração, ele sempre lhe apontará o melhor caminho com a ajuda de Deus e do seu mentor.

    Um grande abraço,

    Deise

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s